6 de abril de 2011

Historia do eletroimã.

Historia do eletroímã
A maior aplicação prática da descoberta de Oersted foi o eletroímã, inventado independentemente por Joseph Henry, cientista americano que chefiava o Smithsonian Institute, e por Willian Sturgeon, físico inglês. Muitos cientistas modernos o consideram a maior invenção da nossa era.
          Em 1825, Sturgeon curvou uma barra de ferro comum, dando o formato de uma ferradura. Depois, ele a revestiu com verniz e enrolou com fio de cobre desencapado. Quando provocou a passagem de corrente gerada por uma pilha voltaica pelo fio, a ferradura se tornou um imã capaz de sustentar o peso de quase 4 quilos, o que representava muito para a época. Logo se criaram eletroímãs cada vez mais poderosos.
Algumas partes desse texto foi retirada do livro "Experiências Elétricas - Simples e Seguras" 

Aonde é utilizado:
Eles são usados em campainhas, telefones, aparelhos de telégrafo, relés, auto-falantes, relógios elétricos, ventiladores, geladeiras, lavadoras, batedeiras, geradores, chaves automáticas, disjuntores. Guindastes com eletroímãs são usados para carregar e descarregar ferro, e para separar o ferro e o aço de outros materiais. O eletroímã é parte importante de uma infinidade de outros aparelhos, dispositivos e máquinas.


(Patricia Camargo 2ºC 36)

Nenhum comentário:

Postar um comentário